Call of Duty Vanguard está recebendo uma avaliação gratuita unicamente 2 semanas em seguida o lançamento

A Activision confirmou planos para oferecer o teste gratuito para vários jogadores de Call of Duty: Vanguard unicamente duas semanas em seguida o lançamento do jogo.

Os jogadores poderão testar toda a oferta multijogador do Vanguard por quatro dias inteiros, começando em 18 de novembro às 10h PT / 13h ET / 18h GMT.

Embora a editora Activision tenha uma história de realização gratuita de fins de semana multijogador de Call of Duty, o primeiro da Vanguard está estranhamente no começo do ciclo de vida do jogo

Call of Duty®: Vanguard – Trailer de Multijogador

Ele segue relatórios de vendas relativamente fracas no Reino Unificado, onde Vanguard foi o lançamento de menor desempenho do Call of Duty em 14 anos. Apesar disso, o título ainda teve o segundo maior lançamento de jogos no Reino Unificado do ano, detrás unicamente de FIFA 22.

O teste gratuito também foi programado para coincidir com o lançamento do jogo de tiro multijogador rival Battlefield 2042, que foi lançado na semana passada, mas chega às lojas oficialmente em 19 de novembro.

E isso seguirá o surpreendente lançamento antecipado do componente multiplayer de Halo Infinite na segunda-feira, que está disponível em versão beta antes de seu lançamento solene junto com a campanha do jogo em 8 de dezembro.

O teste do Vanguard também irá ao ar o dia em seguida o jogo apresentar a versão mais recente do popular planta multijogador Call of Duty.

Call of Duty Vanguard está recebendo uma avaliação gratuita apenas 2 semanas após o lançamento

O minúsculo e buliçoso campo de guerra com contêineres vazios apareceu em várias entradas da série desde sua estreia, 14 anos detrás, uma vez que o dos mapas de lançamento de Call of Duty 4.

Além de misturar a colocação de seus contêineres e juntar o único contêiner que fica suspenso supra dos outros em o guindaste, a versão mais recente da Remessa apresenta vários contêineres com paredes quebráveis.

Na terça-feira, soube-se que uma funcionária do estúdio Vanguard Sledgehammer Games foi supostamente estuprada por o supervisor, Javier Panameno, em 2016 e 2017, levando a o convenção fora do tribunal.

Também foi confirmado que o director do co-estúdio da Treyarch, Dan Bunting, deixou o desenvolvedor de Call of Duty: Black Ops em seguida revelações de assédio sexual.