Microsoft PlayFab Levels-Up para desenvolvedores

Sejamos honestos, a maioria dos jogadores de console e PC simplesmente se conectam e partem. Por fim, os jogadores estão focados principalmente em ocupar o enredo médio de um console, missões secundárias, objetivos de sub-enredo e (no caso de Assassin’s Creed Valhalla) uma série de chamados ‘eventos mundiais’ e a premência de reunir tesouros e artefatos.

Se você estiver mergulhado em qualquer horizonte deserto glacial em Gears, se estiver escalando um precipício de fiorde norueguês em Assassin’s Creed Valhalla ou se estiver simplesmente correndo nas ruas em Grand Theft Auto 5 ou Forza Motorsport 7, não há muito de tempo para sentar e pensar sobre a infraestrutura em nuvem, controles de gamificação e mecânica de interconectividade multiplayer acontecendo em segundo projecto que tornam sua experiência de jogo tão hipnoticamente hipnótica quanto é.

É chamado de jogo envolvente, por uma razão

Eles chamam isso de jogos imersivos por uma razão, ou seja, você não deveria estar pensando sobre a mecânica da nuvem de backend do lado do servidor, você deveria estar no jogo.

Mas, claramente, o escopo e a dificuldade dos jogos de hoje não seriam possíveis sem um grande trabalho de engenharia de bastidores. Enquanto alguns jogos mais antigos (por volta da viradela do milênio) ainda podem ser jogados offline depois de instalados, nos últimos 10 anos nos movemos em direção a experiências de jogo muito mais conectadas.

Mesmo quando os jogos de console podem ser reproduzidos em formato desconectado, eles geralmente sempre se beneficiam de conexões ocasionais da web para atualizações, patches, correções de bugs e aprimoramentos.

Com mais de um bilhão de jogadores no planeta (alguns dizem mais de dois bilhões), talvez não tenha sido nenhuma surpresa ver a Microsoft investir na empresa de plataforma de jogos de back-end PlayFab em 2018 para substanciar a amplitude e os recursos de sua plataforma e família Xbox em termos de porquê funciona com a nuvem do Microsoft Azure.

O que é PlayFab?

Adquirida pela Microsoft em janeiro de 2018, a PlayFab é uma plataforma de back-end e provedor de ferramentas de software de serviços para edificar, lançar e desenvolver jogos conectados à nuvem. Com ferramentas adequadas para smartphones, PC e consoles, os desenvolvedores de jogos de software podem usar o PlayFab para descarregar todas as difíceis tarefas de engenharia de backend necessárias para prometer que os jogos possam ser hospedados e conectados para atualizações de software, funcionalidade multijogador, incluindo jogos MMORPG, intra-jogo informação e outros serviços adicionais.

PlayFab também permite que os desenvolvedores de jogos descarreguem os elementos de monetização de jogos modernos, muitos dos quais oferecerão opções de usuário pagáveis ​​para aumentar ou estribar a jogabilidade, melhorar a mecânica do jogo, fornecer pacotes de ‘teor para download’ (DLC) com missões, objetivos ou locais adicionais e assim por diante.

Uma vez que os jogadores regulares saberão, a Microsoft (assim porquê a Sony com seu PlayStation) também premia os jogadores com um sistema de crédito de conquista gamificado por estar no jogo, ultrapassar marcos do jogo e fazer compras, é chamado de Microsoft Rewards – e leste é o tipo de ‘operações administrativas de sistemas’ Funções de TI que não virão necessariamente de forma proveniente para um desenvolvedor de jogos criativos.

Três anos depois, tempo para subir de nível

Por que o foco na mecânica de programação de jogos em nível de nuvem agora? Há duas razões principais (e mais se você precisar delas, para ser honesto) a realçar: a) acabamos de completar três anos desde que a Microsoft adquiriu a PlayFab e seus serviços de jogos estão suportando mais de 129.000 solicitações por segundo (RPS) em Dezembro de 2020 – na quadra da compra da Microsoft, esse número estava passando de 10.000 … eb) a pandemia global (porquê todos sabemos) forçou as pessoas a ficarem em moradia em bloqueio, com muito mais tempo para jogar, o que provou ser uma procura ainda mais popular para jogadores novos e experientes.

O gerente universal de nuvem de jogos e fundador da PlayFab na Microsoft é James Gwertzman. Lembrando-nos de que a comunidade totalidade cá não é composta somente de desenvolvedores de motores de console, especialistas em renderização de gráficos e criativos de enredo, Gwertzman diz que deseja reconhecer o trabalho coletivo de toda a comunidade de jogos, de desenvolvedores a profissionais de estúdio, de engenheiros para funileiros … ao mesmo tempo que abraça jogadores e amigos.

“Desde que o PlayFab se juntou à Microsoft, o número de títulos individuais usando o Azure PlayFab disparou em quase 9x. Outrossim, os usuários ativos mensais que jogam jogos que utilizam os serviços do Azure PlayFab também cresceram quase nove vezes! [As already noted] Os serviços escalonáveis ​​da PlayFab suportaram mais de 129.000 solicitações por segundo (RPS) em dezembro de 2020. Combinados, isso nos mostra que os jogos que utilizam o Azure PlayFab estão adicionando mais jogadores e suportando mais engajamentos do que nunca ”, disse Gwertzman, em um blog da Microsoft.

As maiores parcerias de jogos da equipe incluem Minecraft e Roblox, que têm algumas das maiores e mais conectadas comunidades de jogos hoje, além de Spongebob: Krusty Cook-Off, que foi recentemente nomeado o Google Play Users ‘Choice Game de 2020. Minecraft utiliza Azure PlayFab para substanciar seu mercado de jogos e escalar suas experiências de usuário. Roblox utiliza Azure PlayFab para fornecer Analytics-as-a-Service (AaaS) para os principais desenvolvedores da plataforma Roblox. Trata-se de dar aos desenvolvedores o poder de colocar novos recursos em jogos que podem ser lançados ‘em graduação’ para uma base de usuários potencialmente massiva.

Um campo de jogo nivelado (para todos os desenvolvedores)

“Construímos o PlayFab inicialmente porque reconhecemos que muitos estúdios enfrentavam desafios semelhantes à medida que os modelos de negócios e as expectativas dos clientes mudavam para jogos ao vivo, onde teor dinâmico e suporte da comunidade é a norma. Erigir ótimos serviços de jogos multiplataforma, pipelines de dados robustos e análises (muito porquê gerenciamento de teor LiveOps) é um problema difícil e demorado … e esse tempo é gasto antes de se concentrar nos desafios que tornam cada jogo único e simpático. Queríamos nivelar o campo de jogo para qualquer desenvolvedor ”, disse Gwertzman.

Ao usar o termo (supra) LiveOps, Gwertzman está falando sobre o fornecimento de gerenciamento de operações de jogos de software – que é todos os sistemas de governo, gerenciamento de banco de dados, teste de penetração e estresse, gerenciamento de identidade / segurança e outras funções de operações de Ops necessárias para qualquer software profissional envolvente de realização, seja jogos ou software empresarial – e tudo isso entregue ao vivo, ou seja, em um serviço sempre ativo em tempo real.

Alguns dos jogos multijogador mais famosos do planeta contam com o alcance global, confiabilidade e usabilidade do Azure PlayFab para seus LiveOps. Isso inclui títulos porquê Doom Eternal, Rainbow Six Siege, Sea of ​​Thieves, Dirt 5 e No Man’s Sky. Gwertzman explica que os sofisticados jogos de serviço multijogador porquê esses exigem é o que levou o Azure PlayFab a continuar construindo força muscular, porquê a capacidade de processar mais de 10 bilhões de chamadas de API (Application Programming Interface) com segurança.

“O suporte a serviços LiveOps e ambientes multijogador em várias plataformas, incluindo Xbox, PlayStation, Stadia, PC e dispositivos móveis, significa que o Azure PlayFab hoje oferece suporte a jogos onde e porquê os desenvolvedores desejam saber os jogadores. Estamos oferecendo aos desenvolvedores mais opções e novas oportunidades de parceria conosco. No ano pretérito, introduzimos um protótipo de preços pré-pago e reduzimos significativamente o dispêndio dos serviços do Party. [We are also now] disponibilizando nosso plugin Party for Unity para desenvolvedores de jogos para Nintendo Switch, Sony PlayStation 4 e 5, Android e iOS, além das plataformas Xbox Series X | S, Xbox One e Windows PC que já suportamos ”, concluiu Gwertzman.

Desenvolvimento de jogos gamifiying

Surge a pergunta: para onde pode ir a seguir o desenvolvimento de jogos? Talvez o desenvolvimento de jogos em si precise de gamificação, ou seja, incentivar os desenvolvedores de jogos por vantagem e realização.

Sim, isso aconteceu e continua a intercorrer; enquanto esta repartição da Microsoft entra em seu quarto ano de operações sob sua marca-mãe (que as empresas ainda chamam de ‘parceria’, que é esportiva, senão outra coisa), ela está lançando seu PlayFab Anniversary Awards para homenagear desenvolvedores de jogos independentes de ‘estúdios indie’.

Todo esse histórico sólido faz você parar e pensar mais sobre a categoria de engenharia de software extremamente complexa, ampla e interconectada que está acontecendo sob seus jogos?

Espere um minuto, vou terminar leste nível e depois avisarei você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -Ucorvo
Please wait...